Proteger uma floresta e Prevenir incendios …

  • Não colha plantas estrague OU NUMA floresta OU em qualquer Espaço Verde, Azevinho Principalmente Pois é Uma Espécie protegida.
  • Se por um OU Como conduzir ocupante Não atire pontas de Fósforos Nem cigarro Pelas Janelas.
  • SE ENTRAR NUMA floresta Não fume.
  • Não faca fogueiras nd floresta Nem próximidade NA SUA. Existem Locais apropriados parágrafo Esse Efeito.
  • Ao Não o Seu Cancel Piquenique lixos abandone os, o Recolha-e deposite-o nsa Locais e Contentores próprios. Deixe um Como uma floresta encontrou. Não se esqueça Que Ela é de Todos!
  • Para a Realização de Uma queimada (uso do fogo em Espaços RURAIS n º Renovação de pastagens), mês em qualquer, Tem que pedir autorização Prévia AO Governador Civil, neste caso, do Distrito do Porto.
  • Se detectar Incêndio hum, nao hesite em um parágrafo TELEGRAMAS Linha de Alerta de Incêndio117 – De uma forma como avisar compétentes entidades. O acorram Seu Ser podera aviso n fundamental Que atempadamente AO local do fogo.
  • Participe activamente Vigia nd e Protecção das Florestas. Existem Várias Iniciativas nesse sentido um Nível Nacional.
  • Campanhas em Participe de requalificação das Florestas Através, nomeadamente, da Plantação de árvores. Informe-se Acerca Destas Campanhas Junto de entidades especializadas.

Consultado em http://ambiente.maiadigital.pt/

Realizou-se no dia 22 de Janeiro a Sessão Escolar do Parlamento dos Jovens, destinada a eleger os deputados e a aprovar as medidas que representaram a escola na sessão distrital. O debate realizou-se de forma bastante animada e assertiva. Foram eleitos Carina Santos e Marta Baptista, deputadas efectivas e Tomás Duarte, deputado suplente.

A Sessão Distrital decorreu no dia 22 de Março no Auditório da Assembleia Municipal de Oeiras. Esteve presente nesta sessão o deputado da Assembleia da República Nuno Magalhães (CDS-PP).

A primeira prova da modalidade Ambiente à Prova decorreu no dia 14 de Janeiro de 2010 em 567 escolas de todo o país. A participação dos jovens nas XV Olimpíadas do Ambiente anos foi muito superior aos anteriores. Cerca de 31.235 alunos, do 7 º ao 9 º ano de escolaridade, de 499 escolas realizaram a prova da Categoria Júnior. Enquanto 9700 alunos, do 10 º ao 12 º ano, de 246 escolas Participaram na categoria Senior. Ambicionando marcar presença na Final Nacional, passaram à fase seguinte 1797 alunos do 3 º ciclo e 1029 do ensino secundário.

Na nossa Escola passaram para a fase 2 ª, que se realizou no dia 4 de Março, os alunos:

Ruben Nunes, 9 º C

Carolina Oliveira, 9 º B

Max Pereira, 9 º A

Aguardamos pelos resultados.

As Olimpíadas do Ambiente Constituem um dos mais importantes e ambiciosos projectos de Educação Ambiental a nivel nacional. Fazem parte da Comissão Organizadora das XV Olimpíadas do Ambiente, elementos da Escola Superior de Biotecnologia da Universidade Católica Portuguesa, da Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza e do Zoomarine.

O projecto conta com o Alto Patrocínio da Presidência da República, assim como o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian e das Águas do Algarve.

Nome científico: Curcubitta spp

As mais apreciadas são as de fruto com polpa cor de laranja. A abóbora menina, o mogango ou a butternut são as mais conhecidas e colhidas quando o fruto está completamente maduro.

Composição nutricional

Nutrientes* Abóbora
Água (%) 92
Energia (kcal) 26
Proteína (g) 1,0
Gordura (g) 0,1
Glícidos (g) 6,5
Fibra (g) 0,5
Cálcio (mg) 21
Fósforo (mg) 44
Ferro (mg) 0,8
Sódio (mg) 1,0
Potássio (mg) 340
Vitamina A (IU) 160 mcgRE
Tiamina (mg) 0,05
Reboflavina (mg) 0,11
Niacina (mg) 0,6
Ac. ascórbico (mg)
Vitamina B6 (mg) 0,06

Adaptado de: Gebhardt, Cutrufelli, and Matthews, 1982; Haytowitz and Matthews, 1984; Rubatzky and Yamaguchi, 1997(http://encyclopedias.families.com)

*em 100g de parte comestível

Como comprar

Opte por abóboras sem imperfeições na casca e com brilho. Se comprar aos pedaços, certifique-se que não estão secos, sinal de que a abóbora foi cortada à bastante tempo.

Dicas para conservar

– à temperatura ambiente: desde que num local seco e ventilado, a abóbora suporta meses;

– no frigorífico: depois de abertas, durante 2 ou 3 dias;

– no congelador: descasque-a primeiro.

Fins terapêuticos

  • Indicações: Erisipela, febres , dores e inflamações em geral, queimaduras, verminoses, anemia, cegueira noturna (avitaminose A), náuseas, vômitos, seborréia e acne.
  • Propriedades: Anti-helmíntica, antiinflamatória, diurética, emoliente, rica em vitamina A.
  • Partes usadas: Folhas, flores, sementes, polpa.

No âmbito das disciplinas de Ciências da Natureza e Ciências Naturais, todas as turmas da Escola E.B. 2,3 Dr. João das Regras, participaram numa campanha informativa ,sob a forma de panfletos, sobre a Gripe A.

Surgiram ideias originais, algumas mais simples outras mais elaboradas, mas todas com a mesma finalidade: Informar para Prevenir.

A exposição esteve patente de 8 a 18 de Fevereiro, na referida escola.

No dia 29 de Janeiro de 2010, o Agrupamento de Escolas e Jardins de Infância D. Lourenço Vicente  promoveu o Dia do Agrupamento e assinalou o dia Escolar da Não-Violência e da Paz.
Esta actividade teve como objectivos  promover a articulação entre os vários ciclos de educação e ensino do agrupamento, estimular o trabalho cooperativo entre alunos e professores,  sensibilizar os alunos para a importância das vivências colectivas e para a necessidade da realização de um projecto comum e  contribuir  para a construção de uma identidade própria do Agrupamento,  transmitindo  aos mais novos a necessidade da existência dessa identidade que   une  as pessoas em volta daquilo que é o seu espaço de estudo, de trabalho, de  aprendizagem e de vida.

Pela primeira vez todos os alunos e professores do Agrupamento estiveram juntos, para uma actividade que envolveu todos os membros da comunidade educativa.
O tema do Dia  foi o tema do Agrupamento para o ano de 2010 “ Partilhar os valores”.

No âmbito da disciplina de Ciências da Natureza, todas as turmas do 6º ano visitaram, no passado dia 22 de Janeiro as empresas SOS Cuétara e Sumol+ Compal, ambas situadas na zona Industrial da Formiga, em Pombal.

A visita, centrada nos conteúdos leccionadas na disciplina de Ciências da Natureza, visou uma compreensão alargada dos conceitos de produção alimentar e segurança e higiene alimentar, abordados nas aulas.

Os alunos tiveram a oportunidade de compreender e inferir aspectos tão importantes como as diferentes fases de produção dos alimentos, os seus ingredientes e puderam provar o que estava a acabar de ser produzido.

Esta foi uma forma diferente de aprendizagem, assim como de partilha entre professores e alunos.