Direitos


O dia 28 de Abril é comemorado no mundo como Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho, com o objectivo de homenagear as vítimas de acidentes de trabalho e de doenças profissionais. A primeira cerimónia teve lugar em 1996, em Nova Iorque, na Organização das Nações Unidas, para recordar os que morreram a trabalhar ou que contraíram doenças profissionais. Foi, então, instituído o Dia Internacional de Luto pelas Vítimas de Acidentes de Trabalho e Doenças Profissionais. Em 2001, esta data foi reconhecida pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) e passou a ser celebrada oficialmente em muitos países. Em Portugal, o dia 28 de Abril foi, também, instituído como Dia Nacional da Prevenção e Segurança no Trabalho, pela Resolução da Assembleia da República n.º 44/2001.

Apesar de todas estas celebrações, a luta contra a sinistralidade laboral está longe de ser uma realidade. As estatísticas continuam a mostrar um  balanço triste e, o mais grave é que, para alguns, a prevenção laboral não passa disso: balanços, informações, estatísticas. Há absoluta necessidade de analisar esses dados, sob pena de perder-se a utilidade da própria estatística. Não se trata de uma questão de números, mas de uma questão de vidas…

Proteger uma floresta e Prevenir incendios …

  • Não colha plantas estrague OU NUMA floresta OU em qualquer Espaço Verde, Azevinho Principalmente Pois é Uma Espécie protegida.
  • Se por um OU Como conduzir ocupante Não atire pontas de Fósforos Nem cigarro Pelas Janelas.
  • SE ENTRAR NUMA floresta Não fume.
  • Não faca fogueiras nd floresta Nem próximidade NA SUA. Existem Locais apropriados parágrafo Esse Efeito.
  • Ao Não o Seu Cancel Piquenique lixos abandone os, o Recolha-e deposite-o nsa Locais e Contentores próprios. Deixe um Como uma floresta encontrou. Não se esqueça Que Ela é de Todos!
  • Para a Realização de Uma queimada (uso do fogo em Espaços RURAIS n º Renovação de pastagens), mês em qualquer, Tem que pedir autorização Prévia AO Governador Civil, neste caso, do Distrito do Porto.
  • Se detectar Incêndio hum, nao hesite em um parágrafo TELEGRAMAS Linha de Alerta de Incêndio117 – De uma forma como avisar compétentes entidades. O acorram Seu Ser podera aviso n fundamental Que atempadamente AO local do fogo.
  • Participe activamente Vigia nd e Protecção das Florestas. Existem Várias Iniciativas nesse sentido um Nível Nacional.
  • Campanhas em Participe de requalificação das Florestas Através, nomeadamente, da Plantação de árvores. Informe-se Acerca Destas Campanhas Junto de entidades especializadas.

Consultado em http://ambiente.maiadigital.pt/

No âmbito das disciplinas de Ciências da Natureza e Ciências Naturais, todas as turmas da Escola E.B. 2,3 Dr. João das Regras, participaram numa campanha informativa ,sob a forma de panfletos, sobre a Gripe A.

Surgiram ideias originais, algumas mais simples outras mais elaboradas, mas todas com a mesma finalidade: Informar para Prevenir.

A exposição esteve patente de 8 a 18 de Fevereiro, na referida escola.

As XV Olimpíadas do Ambiente tiveram como tema central os “Objectivos de Desenvolvimento do Milénio” e, tendo sido um êxito na edição anterior, foram mantidas as modalidades de participação. A nossa escola, concorreu no escalão Ambiente à Prova, onde 98 alunos do 9º ano foram desafiados a testar os seus conhecimentos sobre o Ambiente e Sustentabilidade, no dia 14 de Janeiro.

Os resultados desta 1ª eliminatória foram divulgados no dia 15 de Fevereiro, tendo sido seleccionados os alunos:

  • Ruben Nunes, 9ºC
  • Carolina Oliveira, 9º B
  • Max Pereira, 9º A

 A 2ª eliminatória será no dia 4 de Março e a Final, de 7 a 9 de Maio, nos Açores.

As AO são uma iniciativa da Escola Superior de Biotecnologia, da Universidade CatólicaPortuguesa, do Zoomarine e da Quercus.

Os Direitos do Doente, assentes na Carta dos Direitos e Deveres do Doente, consagrados na Base XIV, da Lei de Bases da Saúde (Lei 48/90, de 24 de Agosto) e no D.L. nº48.357, de 27 de Abril de 1968, constituem com certeza um dos valores fundamentais da nossa acção enquanto profissionais da saúde. São eles:

« 1. O doente tem direito a ser tratado no respeito pela dignidade humana;

2. O doente tem direito ao respeito pelas convicções culturais, filosóficas e religiosas;

3. O doente tem direito a receber os cuidados apropriados ao seu estado de saúde, no âmbito dos cuidados preventivos, curativos, de reabilitação e terminais;

4. O doente tem direito à prestação de cuidados continuados;

5. O doente tem direito a ser informado sobre a sua situação de saúde acerca dos serviços de saúde existentes, suas competências e níveis de cuidados;

6. O doente tem direito a ser informado sobre a sua situação de saúde;

7. O doente tem direito de obter uma segunda opinião sobre a sua situação de saúde;

8. O doente tem direito a dar ou recusar o seu consentimento, antes de qualquer acto médico ou participação em investigação ou ensino clínico;

9. O doente tem direito à confidencialidade de toda a informação clínica e elementos identificativos que lhe respeitem;

10. O doente tem direito de acesso aos dados registados no seu processo clínico;

11. O doente tem direito à privacidade na prestação de todo e qualquer acto médico;

12. O doente tem direito, por si ou por quem o represente, a apresentar sugestões e reclamações.”

tabaco

Com tanta informação sobre a gripe A (H1N1) ficamos um pouco baralhados e os mais pequenos assustados… Não é tarefa fácil fazê-los compreender o que se passa!

Os filmes seguintes poderão servir de base para trabalhar com os mais pequenos.

Página seguinte »