Comemoração


Este ano o Dia Mundial das Telecomunicações, 17 de Maio, é celebrado antecipadamente: no dia 16. As comemorações, subordinadas ao tema “Telecomunicações e Assistência Humanitária”, terão lugar em Lisboa e contarão com a presença de personalidades destacadas ligadas ao sector das comunicações e à assistência humanitária em Portugal.

Ao pensarmos nos números que envolvem a actividade das telecomunicações a nível mundial, esquecemo-nos muitas vezes das potencialidades deste sector junto de uma das causas mais nobres da humanidade: a prevenção e a mitigação de desastres. Daí o tema deste ano.

O Dia Mundial das Telecomunicações celebra todos os anos a fundação da União Internacional das Telecomunicações, há 132 anos atrás, no dia 17 de Maio de 1865 em Paris.

Anúncios

O dia 28 de Abril é comemorado no mundo como Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho, com o objectivo de homenagear as vítimas de acidentes de trabalho e de doenças profissionais. A primeira cerimónia teve lugar em 1996, em Nova Iorque, na Organização das Nações Unidas, para recordar os que morreram a trabalhar ou que contraíram doenças profissionais. Foi, então, instituído o Dia Internacional de Luto pelas Vítimas de Acidentes de Trabalho e Doenças Profissionais. Em 2001, esta data foi reconhecida pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) e passou a ser celebrada oficialmente em muitos países. Em Portugal, o dia 28 de Abril foi, também, instituído como Dia Nacional da Prevenção e Segurança no Trabalho, pela Resolução da Assembleia da República n.º 44/2001.

Apesar de todas estas celebrações, a luta contra a sinistralidade laboral está longe de ser uma realidade. As estatísticas continuam a mostrar um  balanço triste e, o mais grave é que, para alguns, a prevenção laboral não passa disso: balanços, informações, estatísticas. Há absoluta necessidade de analisar esses dados, sob pena de perder-se a utilidade da própria estatística. Não se trata de uma questão de números, mas de uma questão de vidas…

Proteger uma floresta e Prevenir incendios …

  • Não colha plantas estrague OU NUMA floresta OU em qualquer Espaço Verde, Azevinho Principalmente Pois é Uma Espécie protegida.
  • Se por um OU Como conduzir ocupante Não atire pontas de Fósforos Nem cigarro Pelas Janelas.
  • SE ENTRAR NUMA floresta Não fume.
  • Não faca fogueiras nd floresta Nem próximidade NA SUA. Existem Locais apropriados parágrafo Esse Efeito.
  • Ao Não o Seu Cancel Piquenique lixos abandone os, o Recolha-e deposite-o nsa Locais e Contentores próprios. Deixe um Como uma floresta encontrou. Não se esqueça Que Ela é de Todos!
  • Para a Realização de Uma queimada (uso do fogo em Espaços RURAIS n º Renovação de pastagens), mês em qualquer, Tem que pedir autorização Prévia AO Governador Civil, neste caso, do Distrito do Porto.
  • Se detectar Incêndio hum, nao hesite em um parágrafo TELEGRAMAS Linha de Alerta de Incêndio117 – De uma forma como avisar compétentes entidades. O acorram Seu Ser podera aviso n fundamental Que atempadamente AO local do fogo.
  • Participe activamente Vigia nd e Protecção das Florestas. Existem Várias Iniciativas nesse sentido um Nível Nacional.
  • Campanhas em Participe de requalificação das Florestas Através, nomeadamente, da Plantação de árvores. Informe-se Acerca Destas Campanhas Junto de entidades especializadas.

Consultado em http://ambiente.maiadigital.pt/

No âmbito das disciplinas de Ciências da Natureza e Ciências Naturais, todas as turmas da Escola E.B. 2,3 Dr. João das Regras, participaram numa campanha informativa ,sob a forma de panfletos, sobre a Gripe A.

Surgiram ideias originais, algumas mais simples outras mais elaboradas, mas todas com a mesma finalidade: Informar para Prevenir.

A exposição esteve patente de 8 a 18 de Fevereiro, na referida escola.

No dia 29 de Janeiro de 2010, o Agrupamento de Escolas e Jardins de Infância D. Lourenço Vicente  promoveu o Dia do Agrupamento e assinalou o dia Escolar da Não-Violência e da Paz.
Esta actividade teve como objectivos  promover a articulação entre os vários ciclos de educação e ensino do agrupamento, estimular o trabalho cooperativo entre alunos e professores,  sensibilizar os alunos para a importância das vivências colectivas e para a necessidade da realização de um projecto comum e  contribuir  para a construção de uma identidade própria do Agrupamento,  transmitindo  aos mais novos a necessidade da existência dessa identidade que   une  as pessoas em volta daquilo que é o seu espaço de estudo, de trabalho, de  aprendizagem e de vida.

Pela primeira vez todos os alunos e professores do Agrupamento estiveram juntos, para uma actividade que envolveu todos os membros da comunidade educativa.
O tema do Dia  foi o tema do Agrupamento para o ano de 2010 “ Partilhar os valores”.

Tal como no ano lectivo anterior a escola concorreu ao Projecto “Parlamento dos Jovens“, coordenado pela professora Mafalda Gamboa, com a colaboração dos Directores de Turma de 9º ano, a coordenadora do Departamento de História e a coordenadora do Projecto de Educação para a Saúde.

O programa Parlamento dos Jovens é organizado pela Assembleia da República, em colaboração com outras entidades, com o objectivo de promover a educação para a cidadania e o interesse dos jovens pelo debate de temas de actualidade. Traduz-se na realização de duas Sessões Nacionais, preparadas ao longo do ano lectivo, com participação de Deputados, designadamente da Comissão de Educação e Ciência, órgão parlamentar responsável pela orientação do programa. O tema deste ano é “Educação Sexual”.

No dia 11 de Janeiro decorreu, na AMAL, uma sessão de esclarecimento sobre o tema, com o Deputado Rui Prudêncio, recentemente eleito. As cinco listas concorrentes aproveitaram para apresentar os programas que iriam defender durante a campanha eleitoral.

Nesta sessão estiveram presentes todos os alunos de 9º ano.

A campanha eleitoral decorreu de 14 a 18 de Janeiro.

 

Portugal cria Comissão para Ano br Internacional da Biodiversidade

Já Stavros Dimas, comissário Europeu do Ambiente, dissera uma vez que “parar a perda de biodiversidade é uma absoluta prioridade para a União Europeia e um objectivo essencial para a Humanidade”. Por isso, os líderes europeus estabeleceram o objectivo de travar a perda de biodiversidade na Europa e a recuperação dos habitats e sistemas naturais até 2010 – ano que ficará inteiramente marcado pelas comemorações dedicadas ao tema. Para o efeito, Portugal está a criar uma Comissão Nacional, que será presidida pelo Instituto de Conservação da Natureza e da Biodiversidade.

Fonte: Ciência Hoje

Página seguinte »