Alimentação


Nome Científico: Vicia faba L.

Pertencendo ao grupo das leguminosas é um alimento pequeno, mas tem muitos benefícios nutricionais.

Composição

Os nutrientes contidos nas sementes e na casca, e ingeridos naturalmente, fazem da sua composição nutricional um alimento rico em proteínas (indispensáveis na “construção” dos tecidos do organismo), em hidratos de carbono complexos (que fornecem energia) e fibras de todas as categorias: solúvel, como a pectina; e insolúveis, como as lenhinas. Ricas em aminoácidos e vitaminas B.

Este alimento é bastante rico em fibras, permitindo um melhor funcionamento do tubo digestivo, fluidificando a bílis, modelando a absorção dos nutrientes a nível do intestino delgado, estimulando o desenvolvimento da flora intestinal favorável e regularizando o transito intestinal.

O ácido fólico, fundamental para as grávidas e para o desenvolvimento do bebé, e a luteína, um antioxidante que reduz o risco da degeneração macular relacionada à idade, são outros dois nutrientes indispensáveis para o bom funcionamento do organismo.

A estes juntam-se ainda o zinco, o potássio, o magnésio, manganês, fósforo e tiamina (vitamina B1), indispensável para o bom funcionamento do sistema nervoso e do coração, ao mesmo tempo que auxilia as células na produção de energia.

Indicações terapêuticas

As leguminosas sendo fundamentais para uma boa alimentação e um elo essencial no processo digestivo, previnem doenças como a obstipação e o cancro do intestino. Contribuem também para a redução do colesterol no sangue, para o controlo da diabetes e da obesidade.

Por outro lado o seu baixo índice glicémico potencia uma entrada mais lenta da glicose para o sangue, que ajuda a prolongar a sensação de saciedade e retarda o aparecimento da fome e falta de energia.

Como comprar

Podem ser adquiridas frescas (sazonal), congeladas ou secas.

Utilização

Cultivada pelas suas sementes, que se colhem secas ou em verde, sendo muito utilizadas na confecção de vários pratos e sopas. Pode também ser utilizada no fabrico de farinhas ou incorporada em alimentos compostos para animais.

Nota

O seu consumo excessivo ou a inalação do pólen, pode provocar em pessoas sensíveis uma doença designada por favismo. O favismo é uma anemia hemolítica aguda que pode ser fatal. Ocorre nas populações de origem mediterrânea, africana e do sudeste asiático. O favismo é muito raro quando as favas são cozinhadas.

Anúncios

Pinhão

Nome botânico: Pinus pinea L.

Família: Pinaceae.

O pinhão é a semente do pinheiro, que é uma espécie monóica (isto é, o mesmo indivíduo tem flores masculinas e femininas). As flores masculinas localizam-se na base dos rebentos anuais. Os amentilhos femininos, rosados, localizam-se no topo dos rebentos anuais.

O pinhão é uma designação que engloba várias espécies de pinaceaes e araucariaceaes cuja semente não se encerra num fruto. Assim forma-se dentro de uma pinha, fechada, que com o tempo, se vai abrindo, permitindo a libertação dos pinhões. Quando as pinhas abrem, os pinhões, que têm “asas”, espalham-se numa área que pode atingir cerca de 50 m de diâmetro. O pinhão tem a forma de uma cunha e possui uma casca que recobre a massa compacta e altamente proteica da semente propriamente dita.

O pinhão pode ser consumido directamente sem ser cozinhado ou utilizado em confeitarias e culinária diversa.

Composição nutricional

Muito rico em fósforo e potássio, sendo uma das sementes mais ricas em proteínas e lípidos.

Tem ainda ácidos gordos essenciais, vitamina B1, B2, PP e cálcio e ferro.

Como comprar

Os grãos, aos serem adquiridos, devem ser de cor branca e sem manchas. Pois se estiveram amarelados, o seu estado de conservação não será o melhor.

Nome científico: Curcubitta spp

As mais apreciadas são as de fruto com polpa cor de laranja. A abóbora menina, o mogango ou a butternut são as mais conhecidas e colhidas quando o fruto está completamente maduro.

Composição nutricional

Nutrientes* Abóbora
Água (%) 92
Energia (kcal) 26
Proteína (g) 1,0
Gordura (g) 0,1
Glícidos (g) 6,5
Fibra (g) 0,5
Cálcio (mg) 21
Fósforo (mg) 44
Ferro (mg) 0,8
Sódio (mg) 1,0
Potássio (mg) 340
Vitamina A (IU) 160 mcgRE
Tiamina (mg) 0,05
Reboflavina (mg) 0,11
Niacina (mg) 0,6
Ac. ascórbico (mg)
Vitamina B6 (mg) 0,06

Adaptado de: Gebhardt, Cutrufelli, and Matthews, 1982; Haytowitz and Matthews, 1984; Rubatzky and Yamaguchi, 1997(http://encyclopedias.families.com)

*em 100g de parte comestível

Como comprar

Opte por abóboras sem imperfeições na casca e com brilho. Se comprar aos pedaços, certifique-se que não estão secos, sinal de que a abóbora foi cortada à bastante tempo.

Dicas para conservar

– à temperatura ambiente: desde que num local seco e ventilado, a abóbora suporta meses;

– no frigorífico: depois de abertas, durante 2 ou 3 dias;

– no congelador: descasque-a primeiro.

Fins terapêuticos

  • Indicações: Erisipela, febres , dores e inflamações em geral, queimaduras, verminoses, anemia, cegueira noturna (avitaminose A), náuseas, vômitos, seborréia e acne.
  • Propriedades: Anti-helmíntica, antiinflamatória, diurética, emoliente, rica em vitamina A.
  • Partes usadas: Folhas, flores, sementes, polpa.

No âmbito da disciplina de Ciências da Natureza, todas as turmas do 6º ano visitaram, no passado dia 22 de Janeiro as empresas SOS Cuétara e Sumol+ Compal, ambas situadas na zona Industrial da Formiga, em Pombal.

A visita, centrada nos conteúdos leccionadas na disciplina de Ciências da Natureza, visou uma compreensão alargada dos conceitos de produção alimentar e segurança e higiene alimentar, abordados nas aulas.

Os alunos tiveram a oportunidade de compreender e inferir aspectos tão importantes como as diferentes fases de produção dos alimentos, os seus ingredientes e puderam provar o que estava a acabar de ser produzido.

Esta foi uma forma diferente de aprendizagem, assim como de partilha entre professores e alunos.

Nome científico: Actinidia deliciosa

Nome popular: Kiwi/Quivi/Quiuí

O Kiwi é um fruto comestível proveniente de algumas espécies do género Actinidia, originárias do sul da China. São plantas típicas de locais com clima temperado ou subtropical de montanha. O kiwi é o fruto de uma planta trepadeira que partilha o mesmo nome e pertence à família das Actinidiáceas, sendo a espécie mais comum a Actinidia deliciosa. O fruto possui polpa de coloração esverdeada e uma casca castanho-esverdeada a castanho-amarelada, coberta de uma espécie de micropelos que lhe dão um aspecto fibroso. É considerado o fruto comercial com maior quantidade de vitamina C já identificado, além de ser particularmente rico em alguns oligoelementos, como o magnésio, o potássio e o ferro.

Composição nutricional de um kiwi médio (100g) possui:

Valor energético – 62 Kcal

Gordura Total – 0g

Colesterol / Gordura saturada – 0g

Hidratos de Carbono Totais – 13g

Fibra dietética – 3,3g

Açucares – 12g

Proteínas – 1,3g

Vitamina E – 4mg

Vitamina C – 107mg

Cálcio – 36mg

Como comprar e conservar

O kiwi é um fruto sazonal, que surge no pomar a partir do mês de Outubro, podendo durar até Maio.

Não sendo comestível imediatamente após a colheita, a selecção do kiwi passa por pressioná-lo ligeiramente entre o polegar e indicador. Os mais doces irão ceder suavemente à pressão.

Ao escolher evite os mais macios, os que apresentam manchas, os que têm a pele engelhada, danos devido a choques mecânicos ou os que estiverem húmidos. Os mais claros são, em geral, menos maduros.

Se no momento em que comprar/colher os kiwis ainda não estiverem maduros, pode deixá-los a amadurecer durante alguns dias à temperatura ambiente, desde que protegidos da luz solar ou calor. Pode colocá-los na fruteira junto a maçã, pêra ou banana para acelerar o processo de amadurecimento. Se já estiverem maduros podem ser conservados tanto à temperatura ambiente (15 dias), como no frigorífico (30 dias), como no congelador (6 meses). No frio, podem ser conservados durante muito tempo, desde que protegidos da desidratação.

Nome científico: Cichorium endiva

Nome comum: chicória, endívia

É bastante amarga, mas tem o dobro da fibra das alfaces normais. Uma ou duas endívias garantem-lhe cerca de 20% da quantidade diária recomendada de ácido fólico. As pessoas que não ingerem uma quantidade suficiente desta vitamina B podem ter 50 vezes mais probabilidades de desenvolver uma miocardiopatia.

Espécie cultivada pelas suas folhas e raízes. As raízes são utilizadas para obtenção de aditivos de café ou para extracção de frutose para a indústria alimentar. As chicórias de folhas são cultivadas pelas suas folhas que são consumidas cruas em saladas.

Esta hortaliça tem efeitos benéficos para o fígado, estimula o baço e, é recomendada para pessoas que apresentem problemas de visão. Além disso, a chicória fortalece os ossos, dentes e cabelos e activa as funções do estômago e intestino. Estimula também o apetite.

Na sua composição, encontramos proteínas, sais minerais (cálcio, fósforo e ferro), além das vitaminas A, B1, B2 e C.

Página seguinte »