diospiro

O diospiro é o fruto das árvores do género Diospyros e é originário da China. A coloração pode apresentar-se desde amarelo – alaranjado até um laranja escuro. Normalmente, o pedúnculo (o “caule”) e o cálice do diospiro formam uma espécie de capuz e permanecem acoplados ao fruto depois da colheita, sendo facilmente removidos quando o fruto amadurece.

Habitualmente, o diospiro tem um elevado conteúdo de taninos, o que faz com que os frutos não amadurecidos sejam adstringentes e com sabor amargo.

Informação nutricional

O diospiro é constituído principalmente por água, tal como a maioria das frutas. É rico em hidratos de carbono, sobretudo frutose, o que determina o seu valor energético moderado e o sabor doce. Tem quantidades moderadas de fibra solúvel, denominada pectina, de carotenos (pro-vitamina A) e de potássio.

Tabela de composição nutricional (100g de porção edível)

  Diospiro
Energia (kcal) 58
Água (g) 82,6
Proteína (g) 0,6
Gordura (g) 0
Hidratos de carbono (g) 14,8
Fibra (g) 1,5
Caroteno (μg) 177
Potássio (mg) 228

μg = microgramas e mg = miligramas. Porção Edível = diz respeito ao peso do alimento que é consumido depois de rejeitados todos os desperdícios.

Fonte: Porto A, Oliveira L. Tabela da Composição de Alimentos. Lisboa: Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge. 2006, pág. 94-95

Vantagens e desvantagens

Devido ao seu elevado teor de hidratos de carbono, principalmente daqueles com absorção rápida, o consumo de diospiro deverá ser moderado pela natureza energética e pelas alterações de glicemia (nível de açúcar no sangue) que podem provocar.

Quando a pectina, uma fibra solúvel encontrada nas frutas, chega ao intestino sofre um processo de fermentação que liberta ácidos gordos de cadeia curta. Estes são responsáveis pelos efeitos benéficos para a saúde, nomeadamente no controlo da glicemia e dos níveis de colesterol no sangue, ajuda no processo inflamatório na parede do intestino e promove uma flora intestinal mais saudável.

O potássio é importante para a tensão arterial, para o equilíbrio dos fluídos do corpo e para a contracção muscular. Tem um leve efeito diurético pelo seu conteúdo em água e potássio, que poderá ser benéfico no caso de gota e hipertensão arterial ou em caso de perdas excessivas de potássio, como durante a utilização de diuréticos. É desaconselhado em casos de insuficiência renal, visto que nesta condição o consumo de potássio é restrito.

Tem na sua composição carotenos que irão ser transformados em vitamina A depois de absorvidos pelo organismo. A vitamina A é um componente dos pigmentos visuais responsáveis pela recepção de luz na retina dos olhos. Além disso, é importante para uma pele saudável, no crescimento, desenvolvimento ósseo e para a reprodução.

Como comprar e conservar

Escolha diospiros que ainda conservem o pedúnculo e o cálice. Manipule com cuidado porque tem uma pele muito sensível a danos físicos. Poderá optar por comprar o fruto ainda duro e deixar amadurecer em casa, visto que o processo de amadurecimento é rápido e pode ainda ser acelerado se for colocado junto de outras frutas, como a banana. Evite os danos na pele e o amadurecimento excessivo porque nessa altura a pele tende a quebrar-se e poderão desenvolver-se assim bolores na superfície.

Anúncios