coracao1“Siga o Coração” é o lema que vai marcar todo o mês de Maio – Mês do Coração. Com o propósito de «alertar a população para o flagelo que constituem as doenças cardiovasculares», a Fundação Portuguesa de Cardiologia desenvolve um conjunto de actividades ao longo do mês de Março, organizadas em parceria com a Associação Portuguesa dos Médicos de Clínica Geral (APMCG).

As doenças cardiovasculares são todas as doenças do coração e sistema sanguíneo (artérias, veias e vasos capilares). Geralmente, são provocadas pela acumulação, durante anos, de gordura na parede dos vasos sanguíneos.

 

Factores de riscofactores_risco

– Idade

– Antecedentes familiares

– Vida sedentária

– Ingestão de alimentos ricos em gordura e sal

– Tabaco e excesso de bebidas alcoólicas

– Hipertensão arterial

– Diabetes

– Obesidade

– Stress

 

Prevençãoimg3

A prevenção é o melhor tratamento de qualquer doença.

– Alimentação equilibrada com abuso de legumes, vegetais, fruta e cereais

– Exercício físico moderado e com regularidade

– Não fumar

– Controle regular da tensão arterial, açúcar e gordura no sangue

– A partir dos 40 anos deve haver realização de exames periódicos de saúde.

As pessoas com antecedentes familiares devem começar mais cedo.

 piramide

Doenças mais frequentes

As mais frequentes são o enfarte do miocárdio, angina de peito, acidente vascular cerebral, hipertensão arterial e aterosclerose.

A cardiopatia isquémica inclui as doenças cardíacas desencadeadas pela acumulação de gordura nas paredes de vasos e artérias provocando estreitamento, dificuldade ou obstruça ao sangue de passar. O estreitamento pode originar angina de peito e a obstrução total enfarte agudo do miocárdio.

A aterosclerose atinge artérias de grande e médio calibre, é desencadeada pela acumulação de gordura, cálcio e outras substâncias nas paredes internas das artérias. A redução do calibre da artéria provoca diminuição da quantidade de sangue que consegue passar e consequente aumento do esforço do coração para bombear. Este esforço provoca hipertensão arterial sistólica.

A aterosclerose provoca acidentes vasculares cerebrais e doenças nas artérias coronárias.

 

Diagnóstico

Quando o doente chega, o médico deve tentar saber o máximo de informações possíveis sobre o que sente, doenças anteriores, hábitos de vida e medicamentos que toma, para se poder fazer a história clínica dele.

O médico pode pedir exames de sangue e electrocardiograma para confirmar o diagnóstico.

Há alguns sintomas que sugerem ao médico doença cardíaca, principalmente nos idosos, nomeadamente:

– Dificuldade em respirar, mesmo em repouso, ou se acorda o doente durante a noite.

– Sensação de aperto no peito que pode irradiar até ao pescoço ou braço esquerdo durante o exercício físico.

– Alterações do ritmo cardíaco e pernas inchadas.

 

Tratamento

O tratamento é feito com medicação que vai diminuir o esforço e aumentar a força do músculo cardíaco e consequentemente baixar a pressão arterial. O médico pode prescrever diuréticos, beta-bloqueantes, inibidores ECA e digitálicos.

 

Fonte: http://www.conhecersaude.com/idosos/3089-doencas-cardiovasculares.html?print

Anúncios