Este concurso decorreu no âmbito de uma parceria entre os Projectos PES e PNL, com o objectivo comum de promover hábitos saudáveis de leitura e alimentação, destinando-se à elaboração de cartazes informativos e promocionais. 

Os prémios foram atribuídos por 5 escalões:

  • Escalão A: Pré-Escolar – Jardim Infância do Seixal: Educadora Isabel Silva

 

  • Escalão B: Sala da multideficiência – professoras Ana Paula Dias e Lurdes Joaquim

 

  • Escalão C: 1º Ciclo – Escola 1º Ciclo  da Zambujeira: professores Isabel Santos e Miguel Alves

 

  • Escalão D: 2º Ciclo – Francisco da Graça Marques, 5º A, professora Susana Castro

 

  • Escalão E: 3º Ciclo – Mariana Gomes, 7º A, professora Mafalda Gamboa

 

Os premiados de cada escalão receberam livros e uma peça de fruta, para que possam ler e saborear uma peça de fruta!

O regresso às aulas é um momento de azáfama quer para alunos quer para professores.Todos os anos verificamos que muitos dos problemas persistem, levando os actores deste cenário a confrontarem-se com possíveis soluções.
No nosso caso, com a formação do Mega Agrupamento, terá sido uma abertura com muitas questões e problemas nunca pensados para resolver. Com esta nova realidade, vamos adaptando, caminhando e conhecendo…

Este ano o Dia Mundial das Telecomunicações, 17 de Maio, é celebrado antecipadamente: no dia 16. As comemorações, subordinadas ao tema “Telecomunicações e Assistência Humanitária”, terão lugar em Lisboa e contarão com a presença de personalidades destacadas ligadas ao sector das comunicações e à assistência humanitária em Portugal.

Ao pensarmos nos números que envolvem a actividade das telecomunicações a nível mundial, esquecemo-nos muitas vezes das potencialidades deste sector junto de uma das causas mais nobres da humanidade: a prevenção e a mitigação de desastres. Daí o tema deste ano.

O Dia Mundial das Telecomunicações celebra todos os anos a fundação da União Internacional das Telecomunicações, há 132 anos atrás, no dia 17 de Maio de 1865 em Paris.

Nome Científico: Vicia faba L.

Pertencendo ao grupo das leguminosas é um alimento pequeno, mas tem muitos benefícios nutricionais.

Composição

Os nutrientes contidos nas sementes e na casca, e ingeridos naturalmente, fazem da sua composição nutricional um alimento rico em proteínas (indispensáveis na “construção” dos tecidos do organismo), em hidratos de carbono complexos (que fornecem energia) e fibras de todas as categorias: solúvel, como a pectina; e insolúveis, como as lenhinas. Ricas em aminoácidos e vitaminas B.

Este alimento é bastante rico em fibras, permitindo um melhor funcionamento do tubo digestivo, fluidificando a bílis, modelando a absorção dos nutrientes a nível do intestino delgado, estimulando o desenvolvimento da flora intestinal favorável e regularizando o transito intestinal.

O ácido fólico, fundamental para as grávidas e para o desenvolvimento do bebé, e a luteína, um antioxidante que reduz o risco da degeneração macular relacionada à idade, são outros dois nutrientes indispensáveis para o bom funcionamento do organismo.

A estes juntam-se ainda o zinco, o potássio, o magnésio, manganês, fósforo e tiamina (vitamina B1), indispensável para o bom funcionamento do sistema nervoso e do coração, ao mesmo tempo que auxilia as células na produção de energia.

Indicações terapêuticas

As leguminosas sendo fundamentais para uma boa alimentação e um elo essencial no processo digestivo, previnem doenças como a obstipação e o cancro do intestino. Contribuem também para a redução do colesterol no sangue, para o controlo da diabetes e da obesidade.

Por outro lado o seu baixo índice glicémico potencia uma entrada mais lenta da glicose para o sangue, que ajuda a prolongar a sensação de saciedade e retarda o aparecimento da fome e falta de energia.

Como comprar

Podem ser adquiridas frescas (sazonal), congeladas ou secas.

Utilização

Cultivada pelas suas sementes, que se colhem secas ou em verde, sendo muito utilizadas na confecção de vários pratos e sopas. Pode também ser utilizada no fabrico de farinhas ou incorporada em alimentos compostos para animais.

Nota

O seu consumo excessivo ou a inalação do pólen, pode provocar em pessoas sensíveis uma doença designada por favismo. O favismo é uma anemia hemolítica aguda que pode ser fatal. Ocorre nas populações de origem mediterrânea, africana e do sudeste asiático. O favismo é muito raro quando as favas são cozinhadas.

O dia 28 de Abril é comemorado no mundo como Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho, com o objectivo de homenagear as vítimas de acidentes de trabalho e de doenças profissionais. A primeira cerimónia teve lugar em 1996, em Nova Iorque, na Organização das Nações Unidas, para recordar os que morreram a trabalhar ou que contraíram doenças profissionais. Foi, então, instituído o Dia Internacional de Luto pelas Vítimas de Acidentes de Trabalho e Doenças Profissionais. Em 2001, esta data foi reconhecida pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) e passou a ser celebrada oficialmente em muitos países. Em Portugal, o dia 28 de Abril foi, também, instituído como Dia Nacional da Prevenção e Segurança no Trabalho, pela Resolução da Assembleia da República n.º 44/2001.

Apesar de todas estas celebrações, a luta contra a sinistralidade laboral está longe de ser uma realidade. As estatísticas continuam a mostrar um  balanço triste e, o mais grave é que, para alguns, a prevenção laboral não passa disso: balanços, informações, estatísticas. Há absoluta necessidade de analisar esses dados, sob pena de perder-se a utilidade da própria estatística. Não se trata de uma questão de números, mas de uma questão de vidas…

Pinhão

Nome botânico: Pinus pinea L.

Família: Pinaceae.

O pinhão é a semente do pinheiro, que é uma espécie monóica (isto é, o mesmo indivíduo tem flores masculinas e femininas). As flores masculinas localizam-se na base dos rebentos anuais. Os amentilhos femininos, rosados, localizam-se no topo dos rebentos anuais.

O pinhão é uma designação que engloba várias espécies de pinaceaes e araucariaceaes cuja semente não se encerra num fruto. Assim forma-se dentro de uma pinha, fechada, que com o tempo, se vai abrindo, permitindo a libertação dos pinhões. Quando as pinhas abrem, os pinhões, que têm “asas”, espalham-se numa área que pode atingir cerca de 50 m de diâmetro. O pinhão tem a forma de uma cunha e possui uma casca que recobre a massa compacta e altamente proteica da semente propriamente dita.

O pinhão pode ser consumido directamente sem ser cozinhado ou utilizado em confeitarias e culinária diversa.

Composição nutricional

Muito rico em fósforo e potássio, sendo uma das sementes mais ricas em proteínas e lípidos.

Tem ainda ácidos gordos essenciais, vitamina B1, B2, PP e cálcio e ferro.

Como comprar

Os grãos, aos serem adquiridos, devem ser de cor branca e sem manchas. Pois se estiveram amarelados, o seu estado de conservação não será o melhor.

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.